[ editar artigo]

7 erros terríveis na hora de criar curso online

7 erros terríveis na hora de criar curso online

Criar curso online é a sua chance de tornar seu conhecimento e especialidade fonte de monetização e renda. Já escrevi sobre isso e você pode até se aprofundar clicando no link em destaque aqui.

Por isso, acompanhe aqui os erros a serem evitados, e por consequência, dar a você maior assertividade sobre esse complexo ato de produzir conteúdo em formato de EAD.

No entanto, esse processo de produção pode criar dificuldades, principalmente, por conta das nuances de cada escolha ou volume de informações e processos capazes de tornar seu curso um verdadeiro negócio online.

A verdade sobre o processo de criar curso online

Não sou um produtor que gosta de afirmar ser simples produzir um curso online. Quem teve essa experiência já percebeu como é desafiador tal processo.

No entanto, com as informações corretas (e profundidade de experiências); os produtores têm condições de montar verdadeiros negócios virtuais com grande poder de lucro.



Neste texto você entenderá como estes erros podem evitar:

  1. perda de tempo sobre processos executados de forma correta;
  2. perda de dinheiro seguindo conselhos e estratégias pouco eficientes;
  3. excessivo aporte de investimentos em processos, ferramentas e equipamentos que não tragam sua concreta funcionalidade no processo;
  4. desgaste de parcerias com pessoas sendo comandadas de forma ineficiente;
  5. estagnação em processos durante a produção de seu curso online.

Certamente, você deve compreender que todo o investimento já realizado por você mesmo em sua formação deve ter retorno, como qualquer outro investimento aportado.

Já leu o artigo sobre isso? 👇


• Saiba quanto vale sua formação profissional


Respeito ao seu processo de produção

Vale ressaltar que este guia não se trata de um material superficial. Tampouco um chamariz para qualquer outro call to action sem a devida honestidade intelectual.

Por isso, entendo ser relevante você também comparar esse conhecimento com outras fontes propositivas ao aspecto prático da produção.

Seja como for, sua relação com esse guia deve ser instrumental. Desta forma, você terá totais condições de compreender os processos e instaurar estas práticas em sua realidade.

Vamos aos erros?

7 erros terríveis na hora de criar curso online

Estes erros foram aprendidos por mim na prática. Eles significaram resultados pouco positivos, mas muito didáticos. Eu e meu sócio sempre estivemos atentos a aprender com nossos equívocos. Por isso, este guia traz muito daquilo que você, provavelmente, enfrenta ou ainda o atestará em sua jornada.

Com este guia você otimizará tempo de experiência e de aplicação dos processos. Assim, espero. 😁

Caso você caia nas armadilhas, mesmo entendendo a existência delas e como elas foram concebidas, não significa que você é um mau executor da produção de curso online. Tenha fé na repetição das execuções, obviamente, aprendendo com elas ao aferir seus resultados.

1) Criar curso online é muito simples

Não é tão simples assim. Certamente, ao olhar para trás, eu diria que não teve segredo, mas isso é simples de refletir olhando para a sua jornada até então realizada.

Imagine você tendo que concertar um motor de carro extremamente complexo sem desligar. Agora imagine fazendo isso com o carro andando. Essa metáfora é muito difundida no meio médico para explicitar o desafio de realizar cirurgias. Aqui parece fazer sentido também.

Desrespeitar o processo de produção, levando em consideração afirmações equivocadas sobre a simplicidade desta atividade, é se por a riscos bastante perigosos.

Acredito que o primeiro princípio é não acreditar nos discursos prontos e nas fórmulas aplicadas de maneira tão exata assim. Tenha o respeito antes de começar esse processo. Assim, você estará alerta a diversas nuances que possam fazer a diferença na hora de montar a produção de seu curso online.

Armadilhas em tutoriais e cursos online

Posso ser criticado por essa afirmação. Porém, tenho responsabilidade em não romantizar essa atividade: há diversos materiais em textos, vídeos e outros tipos de linguagens que possam lhe dar determinadas dicas.

No entanto, saiba diferenciar o que é digno de sua atenção. Isso porque, hoje em dia, há muito material disponível, mas pouco funcional. Tenha a consciência disso ser um fato e ler bastante antes de averiguar o que é ou não verdade.

2) Primeiro o curso e depois as redes sociais

Antes de criar um curso online sobre aquilo que você imagina ser interessante, a validação este processo pode evitar investimentos às escuras.

Já vi pessoas investirem fortunas em cursos sem qualquer aspiração prática dos interesses de mercado. Veja como é penoso você produzir algo de tamanha complexidade e não ter pessoas interessadas nesse curso.

Esse processo pode ser evitado.

Foco aqui em três métodos de validação para você não começar uma produção totalmente no escuro.

Estratégias de validação para um curso online

Essas três estratégias podem ser reveladoras e determinar exatamente aquilo que seus futuros alunos esperam aprender.


😰 Diferente disso, você pode embarcar em produções onerosas e dispendiosas. Provavelmente, você se desmotivará e fechará qualquer outra iniciativa a respeito deste tipo de atividade.

Caso você já tenha essas experiências doendo em sua mente, tenha calma. Há formas de se validar ajustes sobre cursos já produzidos. Você deve compreender quais as expectativas de seus futuros alunos. Assim, a capacidade de formar turmas online será bem mais com investimentos já realizados.

Do contrário, não tenha medo de abandonar produções equivocadas em sua trajetória de produção. Insistir em formatos ou cursos já comprometidos pelo que entrega podem tornar seu sofrimento ainda maior ao ponto de se materializar num trauma.



Invista num canal de YouTube agora!

Agora! Já fez? Se você ainda não tem um canal de YouTube, está perdendo tempo, justamente, para validar suas ideias e ofertas para curso online.

Corre!

A relevância de se ter seu canal de YouTube é muito séria! Eu digo neste vídeo a verdadeira razão de você produzir seu canal de YouTube o quanto antes. Certamente, você irá projetar resultados positivos na hora de apresentar sua oferta para seus futuros clientes, inscritos ou alunos.

Produzir canal de YouTube é como você produzir um negócio como outro qualquer. A diferença é o compromisso que você tem com as suas exigências técnicas e criativas para gerar este conteúdo.

Um outro ponto de destaque é a forma como o canal de YouTube pode ser seu instrumento para aplicação de uma técnica de engajamento chamada Inbound Vídeos. Saiba mais sobre essa técnica aqui.

Compreenda que a produção do YouTube é também um grande aliada quando estabelecemos estratégias de marketing de conteúdo e engajamento

Você precisa encarar com seriedade a produção de seu conteúdo para postagens no YouTube. É uma forma de você também provocar autoridade sobre a audiência perfilada em perfis e avatares de seu interesse.

Eu sempre comparo a produção de YouTube com os custos relativos a um negócio físico. Se você tem uma loja de roupas, pode deixar de pagar o aluguel do seu ponto comercial? Pode abrir mão de luz em seu estabelecimento comercial? Pode fazer um negócio ter sucesso sem o atendimento ao cliente? Portanto, encare o YouTube como um elemento fundamental para a prosperidade de seu negócio online.

Instagram também é importante com vídeo marketing

Preciso destacar também o Instagram como ótima ferramenta de geração de autoridade. No entanto, você precisa compreender o que a sua audiência espera sob a lente de sua especialidade.

O Instagram é uma rede social de grande interesse dos internautas, principalmente, aqueles que acessam por plataformas mobiles. Você pode explorar essa facilidade de audiência usando estratégias de marketing digital e de geração de autoridade.

Vale lembrar que seu interesse não pode estar atrelado ao fato de apenas conquistar mais seguidores. Qual a relevância disso dentro de suas estratégias de marketing de conteúdo. Tome cuidado para não desfocar e procurar de forma equivocada a geração de audiência por perspectivas distorcidas.

Mas, lembre-se: para a produção e postagem de vídeo marketing, você deve compreender um ponto fundamental capaz de fazer a diferença no processo de engajamento.

Eu demonstro nesse vídeo o que é relevante em vídeos para redes sociais.

Se Pedro Bial, em clipe viral de outrora, dizia que faça qualquer coisa, mas use o protetor solar, eu afirmo que para o vídeo marketing, faça qualquer coisa, mas use legendas.


3) Farei o lançamento de meu curso online e depois faço engajamento

Para que você seja interessante, principalmente, por conta de sua oferta, vale lembrar que os clientes, alunos ou inscritos serão impactados por estímulos. E o resultado disso é espelhado pela força de seu engajamento, seja por redes sociais ou acesso em landing pages, sites, blogs ou comunidades.

Por isso, engajar pessoas se trata de ser interessante para elas. Inclusive, esse tipo de ação dá provas de suas ideias ou possíveis ofertas. Fazer engajamento também é uma forma de validar ideias, ofertas, produtos ou infoprodutos.

Por isso, engajar pessoas, através de marketing de conteúdo, através dos diversos pontos de contatos existentes, faz você evitar dificuldades, investimentos precipitados ou equívocos de processos.

Sabe o que significa isso? Faz você ter menos prejuízo ao tornar o engajamento parte relevante de suas estratégias de produção de conteúdo.

Como criar engajamento enquanto produz curso online?

Você precisa ter um bom planejamento. Já acessou meu Check List para Lançamento de Curso online?

Vale a pena dar uma boa estudada nesse documento disponibilizado aqui:

Por esse check list que eu uso sempre que produzo um curso online, sempre há organização sobre o complexo ato de produzir. Veja quanta coisa é necessária produzir em paralelo. Isso porque você precisa criar esta engenharia ao mesmo tempo que valida as suas ideias.

4) Só aceitarei parcerias lucrativas para mim

Parcerias são muito importantes para os produtores de cursos online. Isso porque elas lhe ajudar a otimizar e qualificar ainda mais os diversos processos de produção.

Por isso, também é bastante importante estabelecer parcerias que lhe deem durabilidade. Parcerias são eficientes para lhe dar mão-de-obra, estrutura, especialidade sobre processos ou qualquer outra necessidade, tal como equipamentos, otimização de produção ou até criação de ferramentas digitais.

Há diversas vantagens sobre parcerias. No entanto, elas precisam ser sustentáveis. Caso contrário, você não conseguirá estabelecer relacionamento por tanto tempo capaz de lhe dar também certas vantagens.

Quais os critérios para você ter uma parceria sustentável?

  • Jogo do ganha-ganha mesmo! Os dois lados precisam ganhar, não somente você;
  • honestidade, ética e moralidade são valores subjetivos extremamente importantes;
  • confiança nas habilidades e nas competências profissionais de quem executa as ações, atividades ou consultorias e mentorias;
  • documento com compromissos de ambas as partes;
  • revisão da parceria de tempos em tempos. Esse ponto é fundamental porque os cenários iniciais mudam e as parcerias tendem a revistar suas experiências. Esteja aberto a este tipo de revisão para não deixar o parceiro desmotivado;
  • busque parcerias com os melhores especialistas e ferramentas. Não pechinche se houver algum tipo de pagamento de sua parte nesta parceria.

Pechincha é pouco nobre na hora de produzir qualquer coisa

Se você estabelecer um preço, obviamente, praticável com seu fornecedor ou até parceiro, não pechinche! Diferente de meu pai, que sempre se comportou de forma peculiar, eu nunca pechinchei valores de forma expressiva.

Sou da escola de comportamento que todos numa negociação têm o direito de estabelecer seu preço. Resta saber se esse preço está dentro de seu orçamento.

Quando você olha para o orçamento, esquece de levar em consideração que a pessoa está dedicando relativo tempo e comprometimento na execução ou fornecimento daquela oferta, objeto de sua parceria ou contratação. Portanto, não pechinche. Porém, compreendo que fica a seu cargo este tipo de decisão.

Fica aqui meu toque (dica) sobre este processo delicado da produção de conteúdo. Certinho?

Caso você tenha outro ponto de vista, pode deixar aqui nos comentários deste post aquilo que você entender ser o correto. Vamos debater e aprender um com o outro sua experiência neste assunto.

5) Usarei a metodologia da fórmula de lançamento para ter sucesso

Ao contrário do que muitos afirmam, posso dizer que grande parte do meu aprendizado como produtor de conteúdo foi pela experiência de estudar a Fórmula de Lançamento, de Jeff Walker e difundida no Brasil por Érico Rocha.

A metodologia é vencedora para quem tem consciência sobre a sua instrumentalização. Isso porque a mera cópia de templates e processos sobre o escrutínio dos irmãos Rocha pode não dar certo no seu negócio.

Porém, essa metodologia precisa ser aplicada de forma personalizada, seja por conta do segmento ou por conta do protagonista.

Entendo que a metodologia é bastante eficiente, mas isso só foi possível no meu caso porque houve por mim e pelos meus parceiros e sócios a sensibilidade de enxergar nuances, extremamente, importantes e necessárias.

Se não houvesse adaptações relativas ao segmento ou ao protagonista, eu não poderia compreender as diversas características do universo da beleza quando produzi o curso de Alejandro Valente, hoje o maior curso de colorimetria avançada do mundo em língua portuguesa.

Vale lembrar que o lançamento de um curso online é um grande desafio, mas a fórmula de lançamento comporta inúmeros processos, desde a criação da cultura de inbound marketing até a gestão de um negócio online.

Vale a crítica ao fórmula de lançamento

Entendo também que essa metodologia tem grandes vantagens, mas ela não é suficiente para empregar a promessa de seu propósito de transformação. O curso não entrega todas as respostas, mesmo sobre as práticas a serem construídas.

Por isso, afirmo aqui que não é suficiente. Pois, aquilo que Érico Rocha compartilha no curso é tão vago em alguns aspectos, que tira a prática sobre realidades de empreendedores.

Outro aspecto a ser destacado é a forma como a fórmula de lançamento se apresenta. Ela precisa ser estudada com uma série de outras experiências e aprofundamento de competências técnicas em marketing.

6) Só abrirei um CNPJ quando for exigido

Essa afirmação é comum, mas também é uma armadilha. Isso porque as plataformas que estão disponíveis para automatizar a comercialização de seu curso online precisam entregar o dinheiro de forma lícita para você.

Não existe espaço para amadorismo. Caso você não tenha um CNPJ, vá atrás, imediatamente.

Não é difícil de resolver isso. Até mesmo uma M.E.I. funciona. O que você precisa é ter condições para receber o dinheiro de vendas e inscrições conforme a lei brasileira.

Você precisa de uma conta corrente em nome de sua empresa. O CNPJ é seu ponto de referência. Certamente, a partir deste processo, você tem um negócio online.

Portanto, há necessidade de emissão de notas fiscais. As plataformas não se responsabilizam sobre isso, mas se o fisco bater na sua porta para entender o volume de dinheiro em sua conta corrente, vale ter em mãos todas as documentações relativas ao processo lícito empreendedor.

Qual a plataforma para vender um curso online?

Eu indico sempre você usar todas as vantagens que o Duopana dá na hora de monetizar seu curso online. Isso porque há soluções incríveis diante de um ambiente virtual capaz de lhe dar versatilidade em estratégias de marketing de conteúdo.

Com a Duopana, você pode montar sua sala de aula virtual, abrir uma comunidade totalmente personalizada, criar um blog com alto poder de compartilhamento orgânico no ecossistema Google e receber as inscrições a partir da venda de seus infoprodutos.

A vantagem da Duopana sobre o Hotmart é que há incríveis informações de análises capazes de lhe dar luz sobre melhores performances de marketing.



7) Já estudei tudo que precisava para criar curso online

Será?

Veja como essa afirmação está dotada de uma carga excessiva de arrogância. Provavelmente, você não deve ser assim. Se for, cuidado.

A vida dos empreendedores que investem em negócios baseados em cursos online é como um aluno em constante aperfeiçoamento.

Aliás, ouvi também de um grande produtor de curso online que você precisa sempre estar em constante processo de aprendizado, mesmo em graus de profunda experiência. Sabe quem disse isso em um de seus vídeos? Conrado Adolpho.

Nunca pare de estudar e aprender. O ofício de produtor de curso online requer certa humildade e interesse pelo amadurecimento como produtor de conteúdo. 

Como Criar Curso Online
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler conteúdo completo
Indicados para você