[ editar artigo]

Vídeo Marketing: fundamental para lançamento de curso on-line!

Vídeo Marketing: fundamental para lançamento de curso on-line!

Vídeo Marketing  é hoje a principal linguagem de comunicação em redes sociais, blogs e outros tipos de conteúdo em plataformas de comunicação. Vídeo hoje é a linguagem mais apreciada e mais consumida.

Além disso, é fundamental para todo lançamento de curso on-line. Entenda como criar produção usando vídeo marketing.


Resumo deste artigo:

  1. O que é vídeo marketing?
  2. Por que produzir vídeo marketing?
  3. 9 erros na hora de produzir vídeo marketing

Vídeos do YouTube são vistos 4 bilhões de vezes por dia . Os vídeos do Vimeo são vistos 715 milhões de vezes por mês. E as pessoas não lotam esses sites de compartilhamento de vídeos apenas para devorar vídeos "engraçadinhos".

Se tomarmos como medida dados que apontam grande produção no campo do e-learning ao redor do mundo, perceberemos que as empresas, atualmente, usam vídeo como principal linguagem para seus treinamentos.

Portanto, vídeo é a linguagem mais acessível, acessada e apreciada pelas pessoas.

De acordo com o Brandon Hall Group, para o Learning Pulse Survey,95% das empresas em todo o mundo usam vídeos para treinar seus funcionários.

Canal de YouTube é necessário?

Este vídeo irá lhe dar um aspecto extremamente importante para a resposta.

É óbvio que toda produção capaz de aproximar a audiência do protagonista do vídeo faz grande diferença no desenvolvimento de confiança.

Canais de YouTube, bem produzidos, são sim grandes ferramentas de engajamento para construção dos interesses de ofertas em cursos on-line.

O que vídeo marketing?

Vídeo marketing é o vídeo posicionado e produzido para redes sociais capaz de dar maior projeção aos objetivos de uma oferta. 

O que é uma oferta?

Para este artigo, oferta é aquilo que você está oferecendo para consumo das pessoas. Sua oferta pode ser um infoproduto, mas também pode ser um produto. Além disso, sua oferta também pode ser uma prestação de serviços.

No caso dos produtores de cursos online, a apresentação de inscrições, independente do seu estado temporal, é já sua oferta materializada. Certamente, através da aquisição destas inscrições, há o acesso ao seu curso online. Desta forma, esta é a oferta que o empreendedor digital aprecia no campo do e-learning.

Por que produzir vídeo marketing?

Porque o seu concorrente está fazendo isso. Quanto mais você protela ou nega a linguagem mais acessada no mundo, o mercado que você faz parte está procurando as referências e vetores que estão produzindo vídeo.

Além disso, vídeo é mais fácil de ter o conteúdo absorvido, pelo menos em teoria. Certamente, os vídeos com roteiros claros, simples e concisos são também aqueles que projetam mais resultados. Há técnica de comunicação para qualquer tipo de linguagem produzida. Desta forma, vídeo também tem suas necessidades.


Você pode fazer a produção de conteúdo de seu vídeo marketing com o equipamento disponível. Não há necessidade de fazer grandes investimentos. Lembre que a produção deve estar a favor de sua oferta e não o contrário.


Fazendo vídeo marketing, você tem condições de concorrência dentro do ambiente líquido de Zygmunt Bauman.

Assim como Philip Kotler apontou em seu livro Marketing 4.0, a concorrência, hoje em dia, é horizontal. Portanto, as micro e pequenas empresas têm totais condições de brigar de igual relevância no seu segmento com as grandes empresas e expoentes produtores de campanhas de marketing.

Vídeo marketing faz vender mais suas ofertas. Através dele, suas ofertas têm mais expressão e aumenta seu poder de persuasão diante um consumidor bombardeado de ofertas similares todos os dias.

Por isso, vale a pena investir em produção para vídeo marketing com equipe especializada em produção de conteúdo. Viodemakers têm grande potencial estético, mas são os produtores de conteúdo, especialistas em marketing de conteúdo, capazes de trazer leads para suas páginas, blogs e redes sociais.

Por isso, vá atrás de empresas que deem você condições de ter produção profissional e com alta performance de resultados para seus negócios.

Como produzir vídeo marketing?

Hoje em dia, qualquer smartphone tem qualidade suficiente para fazer vídeos de boa qualidade estética. Obviamente, nem todos, estão posicionados para entregar experiências visuais incríveis. Essa é uma grande vantagem.

Há, hoje em dia, uma grande disponibilização de conteúdo capaz de lhe dar um verdadeiro passo a passo na produção de vídeo marketing. Inclusive, há aplicativos que prometem lhe vender assinaturas e acessos a vídeos engraçados ao ponto de você ter produção.

No entanto, preocupa-me você cair em armadilhas por conta de facilidades. Assim, direi aqui o que você precisa fazer para evitar desvios e equívocos capazes de lhe distanciar da sua audiência.

9 erros na hora de produzir vídeo marketing

Evite estes 9 erros na hora de produzir vídeo marketing e use o poder deste tipo de linguagem para gerar mais autoridade e engajamento nas redes sociais.

  1. Evite gravar vídeo em qualquer lugar;
  2. Evite quebrar o decoro;
  3. Evite copiar conteúdo;
  4. Evite afirmações que não sejam checadas;
  5. Evite usar templates de fácil acesso;
  6. Evite postar conteúdo sem revisão;
  7. Evite ser estimulado por emoções ao criar conteúdo;
  8. Evite delegar totalmente a produção de conteúdo;
  9. Evite omitir ou distorcer informações para corroborar determinados pontos de vista.

1) Evite gravar vídeo em qualquer lugar

Escolha o cenário que seja pertinente com seu conteúdo. Caso haja dificuldades de produção por falta de investimentos ou estrutura técnica, use a imaginação para preservar a qualidade da captação de som e iluminação.

2) Evite quebrar o decoro

Palavras de baixo calão, dificuldades de criar conteúdo com clareza da mensagem, conteúdo com gírias ou expressões idiomáticas que restringem interpretações, tudo isso e muitas outras formas de comunicar podem tornar sua comunicação difícil de ser absorvida.

Evite usar mensagens que não tenham clareza sobre aquilo que você deseja comunicar. E evite palavrões ou expressões que possam denotar certa falta de educação. Nem tudo que dá na ideia pode ser evocada em palavras.

3) Evite copiar conteúdo

As pessoas são sensíveis a determinadas formas de referências. Elas acabam se sensibilizando por discursos, relativamente, plagiados. Elas se encantam pela sua criação de conteúdo, mas se decepcionam quando isso soa como cópia em algum aspecto.

Evite este tipo de referência se não for para usar de forma explícita.

4) Evite afirmações que não sejam checadas

Certamente, na era da fake news, você não pode dar voz a informações sem antes checar sua procedência. Pessoas que se encantam por seu conteúdo esperam estar acessando informações privilegiadas ou checadas.

Fake News é um fenômeno que sempre existiu na sociedade, mas nos tempos atuais, principalmente, com a inclusão digital, está mais evidente e pode ser replicada por pessoas de nosso clico de confiança. Cuidado para não "queimar o bigode".

5) Evite usar templates de fácil acesso

Templates são incríveis, mas quando replicadas de forma exaustiva por produtores de conteúdo, pode ser um problema na hora de gerar engajamento. As pessoas não gostam de perceber vídeos de caráter estético repetitivo.

Tenha uma biblioteca de imagens e vídeos que possam ser usados de forma original e interessante ao seu objetivo de comunicação. Cuidado com plataformas que prometem bancos de vídeos engraçados de baixa qualidade estética.

6) Evite postar conteúdo sem revisão

Uma das coisas mais penosas para o produtor de conteúdo é usar termos errados ou grafia equivocada. Isso porque a sua capacidade de otimização compromete e a sua autoridade é comprometida.

Erros de português também dizem respeito a sua personalidade. Por isso, tenha cuidado e não deixe de fazer revisões de ortografia, concordância ou até veracidade das informações argumentadas em seu conteúdo.

7) Evite ser estimulado por emoções ao criar conteúdo

Nunca vi um conteúdo ter sucesso por estar pautado pelas temperaturas emocionais. Isso quer dizer que você precisa evitar criar conteúdo por conta de suas emoções.

As emoções fazem você entrar em polêmicas, principalmente, se seu segmento já é pautado pela polarização, tal como os professores de filosofia em seus respectivos cursos on-line.

8) Evite delegar totalmente a produção de conteúdo

Quando você tenta transferir essa responsabilidade de forma total, precisa lidar também com as consequências. Recentemente, Kéfera Buchmann teve que se explicar em suas redes sociais por conta de postagens realizadas pela sua assistente de redes sociais.

Você não pode confiar totalmente em alguém quando lida com sua reputação. Obviamente, dentro da relação de contratações ou terceirizações há de se privilegiar os relacionamentos de confiança. Mas, sua perspectiva deve, pelo menos, estar na revisão, uma vez que o conteúdo está, diretamente, associado a sua reputação.

9) Evite omitir ou distorcer informações para corroborar determinados pontos de vista

Em tempos de polarização, tudo aquilo que não cabe na verdade pré-definida do indivíduo, deve ser negada e desacreditada, mesmo que isso interfira em fatos ou se torne fake news.

Certamente, essa afirmação não se alinha com aqueles produtores que queiram construir confiança e credibilidade. Contra fatos não há argumentos. Essa verdade deve ser sua conduta perante a produção de conteúdo.

Esse caráter negacionista pode interferir em sua oferta, caso você entenda ser relevante manter posturas que possam ser comprometidas no futuro. Ao fazer parte da polarização, você também deve compreender que as escolhas sobre este posicionamento interferem em negócios.


Produzir vídeo marketing não tem a necessidade de se investir em grandes estruturas ou equipamento. Basta você compreender os princípios técnicos fundamentais da captação de imagens, iluminação e som para fazer vídeos profissionais com seu smartphone.


Não arrisque sua reputação

Quando deixo aqui estas informações sobre a produção de vídeo marketing, entendo que você precisa ser prudente em seu conteúdo. Já vi muitos produtores criarem obscuridade que fica difícil de reverter por conta de um dos erros acima citados.

Sua credibilidade está além de preferências. Não use polêmicas para ter mais amplitude. Isso porque a velha máxima "falem bem, falem mal, mas falem de mim" não é um conceito de fácil compreensão por audiências que têm demanda de credibilidade.

Como Criar Curso Online
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler conteúdo completo
Indicados para você