[ editar artigo]

Você sabia que existe ensino online para idosos?

Você sabia que existe ensino online para idosos?

O ensino online não é apenas para crianças. E quem demonstra isso são os indicadores de acesso a plataformas de ensino.

Hoje em dia, com a pandemia assolando o mundo, o ensino virtual se tornou grande recurso de aprendizado para quem não tinha nem perspectivas para tal. É o caso dos adultos considerados a melhor idade, eufemismo para os idosos.

Eufemismos à parte, a verdade é que as pessoas mais velhas estão descobrindo a incrível oportunidade de aprender mais e mais a partir das oportunidades disponíveis.

A descoberta do ensino online para os mais velhos

Deb Livingston, uma ex-consultora de negócios, sempre foi curiosa e ansiosa para aprender sobre qualquer coisa.

“Quando a pandemia atingiu, fiquei confinada em casa e me vi mergulhando na exploração online”, disse Livingston, 61 para o New York Times. Ela descobriu o GetSetUp , um site interativo que oferece educação virtual para adultos mais velhos.

Mesmo ex-executivos-chefes como Jeff Mihm, um residente de Miami que liderou a Noven Pharmaceuticals, às vezes precisam de um novo rumo na vida.

Depois de se demitir de seu cargo corporativo, Mihm, 55, decidiu voltar à escola - virtualmente, por causa da pandemia - e se matriculou no programa Tower Fellows da Universidade do Texas em setembro. “Adoro aprender e foi uma oportunidade de dar um passo atrás, estudar e explorar”, disse ele.

Projeções para o futuro do ensino online e remoto para idosos

Luke Yoquinto, pesquisador associado do MIT AgeLab e co-autor de " Grasp: The Science Transforming How We Learn", diz que “A necessidade de os trabalhadores acompanharem as rápidas mudanças econômicas, culturais e tecnológicas, combinada com carreiras mais longas, resultará em grandes grupos de adultos que precisam aprender mais do que as gerações anteriores - e mais rápido do que nunca”

E mais.

Em 2034, o número de adultos com 65 anos ou mais ultrapassará o número daqueles com menos de 18 anos, de acordo com o Census Bureau .

“Esse crescimento da demografia de idosos se traduzirá em uma nova demanda por enriquecimento na forma de educação digital”, disse Yoquinto. “Eu diria que, tanto para o bem quanto para o mal, os dados demográficos mais antigos servirão como um campo de testes para tecnologias de aprendizagem nos próximos anos.”

O ponto em questão são as oportunidades do on-line

Enquanto a maioria das pessoas foca em audiências mais jovens, conectadas com as tendências tecnológicas, os invisíveis mais velhos também demandam interesses. Mas, não têm tanta atenção de quem pode estar atendendo esse público.

Assim, como Yoquinto reflete, a educação de adultos é “o Velho Oeste” da tecnologia educacional.

Certamente, ele está se referindo às experiências que observa no universo da educação norte-americana. Porém, percebemos essa mesma dificuldade aqui no Brasil.

E-learning no Brasil

Ainda devemos levar em conta que as experiências didáticas brasileiras são bem inferiores aos laboratórios educacionais empregados na terra do Tio Sam.

Existem muitos estabelecimentos que experimentam maneiras de se familiarizar com o mercado de educação de adultos online, incluindo faculdades e universidades comunitárias, plataformas de aprendizagem com fins lucrativos, provedores de workshops e organizações sem fins lucrativos.

O grande problema deste processo é que há demanda, mas não há laboratórios dirigidos de forma técnica. Falo sobre isso no vídeo abaixo de forma superficial.

O aprendizado virtual se tornou “o grande equalizador”, disse Gene O'Neill, executivo-chefe da Comunidade Veterinária da América do Norte , que oferece educação continuada para veterinários em todo o mundo. Diz O'Neill:

“Por causa do aprendizado virtual, os profissionais de veterinária em todos os lugares, mesmo em países remotos e subdesenvolvidos, podem aprender com os líderes mais renomados do mundo e participar virtualmente de conferências. Isso coloca o aprendizado em uma plataforma igual para todos, independentemente da geografia, renda ou restrições de tempo.”

Novas demandas de conhecimento

O objetivo da Sra. Livingston era melhorar suas habilidades para que ela pudesse se tornar uma professora paga na plataforma GetSetUp, que oferece aulas - todas ministradas via Zoom por professores com mais de 50 anos - sobre habilidades de desenvolvimento profissional a tecnologia, saúde, bem-estar e hobbies como fotografia .

Há até uma nova aula sobre o registro de uma vacina contra Covid-19 , dadas as dificuldades que muitas pessoas enfrentaram.

Existem três níveis de assinatura, começando com grátis e chegando a US $ 20 por mês para acesso ilimitado.

Afinal de contas, não podemos esquecer do acesso financeiro que faz parte do propósito de disseminar oportunidades. É preciso compreender a realidade do poder aquisitivo, principalmente, diante a pandemia.

Do contrário, plataformas virtuais de ensino online podem se tornar oásis, ou seja, ambientes incríveis, mas inacessíveis.

Outras iniciativas no mundo

Outra iniciativa, desta vez vinda da Espanha, é a plataforma de ensino online Edueca.

Ela está voltada para o atendimento desta demanda dos mais velhos e focada em disponibilizar infoprodutos que sejam do interesse deste tipo de audiência.

Por conta desta demanda, novas oportunidades estão se desenhando e qualificando ainda mais o atendimento a categorias novas de demandas antes invisíveis.

Por isso, sempre é importante acompanhar as tendências de mercado do e-learning.

Com essas informações, você poderá adaptar ou até desenvolver novas oportunidades para você, como produtor de conteúdo, curso e treinamento online, para participar de grandes negócios num mercado ainda em grande escala de oportunidades.

 

Como Criar Curso Online
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler conteúdo completo
Indicados para você